Fotos de Eventos RealizadosRefletindo Acessar WebMail



Como Desfrutar Cristo Indique para um amigo

Todo cristão sabe que Cristo é a vida (João 1:4), o pão da vida (6:35), a água da vida (4:14), e o sopro, o fôlego de vida ou o ar espiritual (20:22), e que precisa respirá-Lo, comê-Lo e bebê-Lo, para poder viver Nele e por Ele. Entretanto, provavelmente exista uma pergunta no interior daquele que crê em Deus: "Como desfrutar Cristo?"


Abrindo-nos a Ele

Para desfrutar Cristo, primeiramente, devemos abrir a Ele todo nosso ser não de maneira superficial, mas de forma profunda. Não apenas nossa mente ou nosso coração; devemos abrir a Ele nosso espírito. Talvez você diga que está aberto ao Senhor, mas pode ser que essa abertura ainda seja bastante superficial. Às vezes abrimos nosso coração ao Senhor, mas mantemos alguma reserva. Pode ser que uma parte profunda de nosso ser permaneça fechada. Se desejamos desfrutar Cristo, devemos aprender esta lição: Como abrir-nos a Ele?


Tocando no manancial interior

Alguns cristãos pensam que o fato de precisarem tomar o Senhor como a água da vida, ou bebê-Lo, pode indicar que Cristo esteja fora deles. Mas de acordo com a experiência e pela leitura da Bíblia, especialmente João 4, percebemos que beber do Senhor não é assim. A partir do momento que recebemos o Senhor, ao crermos Nele, Ele como o manancial de água viva entrou e agora está em nós. Não pense que esse manancial está nos céus, ou seja algo fora de você. Devemos perceber que o Senhor, como água viva, está dentro de nós como o manancial vivo, na parte mais profunda de nosso ser: em nosso espírito.

O versículo 14 diz: "A água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna". Essa fonte a jorrar é o manancial que flui para a vida eterna. Nesse versículo, devemos destacar a palavra "nele". Isso indica que esse manancial está em nós. Mas em que parte de nosso ser esse manancial está? 0 versículo 24 diz: "Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade". Se lermos todo o contexto de João 4, perceberemos que essa água viva, esse manancial que está em nós, encontra-se em nosso espírito. 0 Senhor está dentro de nós, em nosso espírito, agora precisamos aprender a abrir-nos a Ele. Se abrirmos todo nosso ser ao Senhor, o manancial que está dentro de nós brotará, fluirá água viva e dela beberemos.

Infelizmente, muitos cristãos pensam que o Senhor é apenas o Criador, um Deus grandioso a quem devemos temer, amar e servir. Não sabem que Ele é tudo para nós: nossa vida, nossa comida, nossa bebida, o ar espiritual que respiramos e que podemos desfrutá-Lo.

Devemos orar: "Senhor, ajuda-nos a abrir todo o nosso ser a Ti”. Precisamos aprender a aproximar-nos do Senhor de uma forma nova, assim veremos quão real, precioso e disponível Ele é.


Dedicando um tempo para comer

Ao abrir-nos ao Senhor, desfrutaremos Sua presença interior e seremos cheios Dele. Precisamos separar, diariamente, um tempo específico para estar com Ele. Isto é, precisamos separar-nos de nossas necessidades, nossos negócios, nossa família, nosso trabalho e das demais coisas que possam nos prender ou nos distrair.

Em relação a nossa vida humana, por mais ocupados que estejamos, ainda conseguimos separar um tempo, pelo menos três vezes ao dia, para sentar e comer. Nesses momentos, prestamos atenção somente ao que estamos comendo e a nada mais. Se começarmos a nos preocupar com outras coisas enquanto comemos, não apreciaremos nem desfrutaremos muito a comida, e é possível até que não consigamos digeri-la bem. Procuramos nem mesmo atender ao telefone enquanto comemos.


Ativos em desfrutar

Devemos perceber que freqüentemente há uma barreira dentro de nós. Existem coisas impedindo o fluir da água da vida em nosso interior, por isso devemos abrir-nos profundamente ao Senhor. Devemos escavar nosso ser para que o manancial de água viva brote de nosso interior. Assim, seremos nutridos, regados, refrescados e fortalecidos. Não somente seremos adequados no que fizermos, mas nossa pessoa, nosso ser e o que somos terá uma condição normal.

Provavelmente seja fácil dizer que não devemos ser cristãos que simplesmente trabalham para Deus, mas, principalmente, aqueles que Dele desfrutam. Mas é possível que nossas orações ainda não tenham mudado e que ainda oremos assim: "Senhor, ajuda-nos para que não cometamos erros nesse dia. Senhor, Tu conheces nossa debilidade. Sabes quão facilmente perdemos a paciência com as pessoas e com as coisas". Esse tipo de oração demonstra que ainda temos um conceito muito forte de fazer, de trabalhar, de desenvolver tarefas.

Quando começarmos a orar pedindo ao Senhor que nos ajude nisso e naquilo, devemos imediatamente parar e dizer a Ele: "ó Senhor, abro todo meu ser a Ti. Senhor, desejo tomá-Lo como meu desfrute, como tudo para mim". Devemos entender que o Senhor jamais teve a intenção de que fizéssemos algo para Ele. Sua intenção original foi apresentar-Se a nós como alimento, dia após dia. Por isso, no início da Bíblia, vimos a árvore da vida e o rio da água da vida e, no final da Bíblia, vemos, mais uma vez, esses dois itens.


Fonte: Jornal Árvore da Vida

 

 

Voltar

Rua Artur Machado 935, Boa Vista - Uberaba-MG