Fotos de Eventos RealizadosRefletindo Acessar WebMail



O Espírito leva os crentes a dizer: Senhor Jesus! Indique para um amigo

Na operação da Trindade divina, o Espírito leva os crentes a dizer: “Senhor Jesus!”, e distribui dons aos crentes (1 Co 12:3-4). Em muitas reuniões cristãs nessa terra, os assistentes entram de forma ordenada e tranqüila para sentar-se. Ali ficam sentados, esperando a que um pastor se coloque em pé e lhes diga algo. Esta é a maneira morta de reunir-se. É possível que esses crentes estivessem muito vivos, ativos e falantes fora da capela. Mas ao entrarem nessa capela, sua função e sua vivacidade foram mortas. Ainda mesmo nas igrejas locais até certo ponto praticamos assim também. Talvez estivéssemos muito ativos fora do local de reuniões, mas ao entrarmos no salão de reuniões, nos sentamos e esperamos que algum dos presbíteros nos dissesse algo. Necessitamos entrar no salão de reuniões invocando: “Ó Senhor Jesus!”. Se todos nós funcionássemos para iniciar a reunião invocando o nome do Senhor, que reunião seria essa! Em muitas reuniões cristãs certas pessoas cantam solo. Todo o auditório fica calado para escutar esse solo, e sua própria função é mortificada. Logo depois talvez surja um quarteto; e depois de cantarem, o resultado será morte. Necessitamos rejeitar essa forma morta de reunir-nos.

Quando invocamos “Ó Senhor Jesus!”, isso nos despertará a todos nós, nos avivará e nos fará vivos. Quanto mais você disser “Ó Senhor Jesus!”, mais vivo estará, e mais avivará a outros. Quando invocamos “Ó Senhor Jesus”, não somente sentimos a própria presença do Cristo vivo, como também temos a sensação de que Alguém se move e mora dentro de nós. Alguns podem dizer que se todos invocarmos o Senhor na reunião, se produzirá um barulho tremendo. Mas Deus gosta de barulho; Ele não gosta de nosso silêncio nas reuniões. Os Salmos nos dizem que aclamemos com júbilo ao Senhor (66:1; 81:1; 95:1-2; 98:4, 6; 100:1). Os Salmos nos dizem que precisamos ter uma voz jubilosa. Uma voz é algo que está em ordem, mas aclamar é quando todos falam.

É possível que você creia que outros possam falar e funcionar mas que você não tem tal dom. Não obstante, na verdade, você não é pobre. Sua pobreza se deve a sua mudez. Romanos 10:12 nos diz que o Senhor é rico para com todos os que O invocam. Após invocar “Ó Senhor Jesus!” dez vezes, você terá algo para dizer. Invocar o nome do Senhor o desperta desde o interior. Quando invoca o Senhor, tem o dom, e quer que algo flua de você a outros.

Os três primeiros versículos de 1 Corintios 12 nos dão um novo começo para nossas reuniões. Quando vimos à reunião e todos estamos mudos, perdemos nossa função. Não sabemos o que dizer. Mas depois de invocar “Ó Senhor Jesus!” várias vezes, teremos um encargo em dizer algo. Trate de invocar o nome do Senhor Jesus em uma reunião dez vezes, e verá que algo sairá. Depois de invocar o nome do Senhor dez vezes, não poderemos permanecer sentados, e teremos que fluir desde dentro. Ao mesmo tempo que invocamos o nome do Senhor, o Espírito distribui o dom dentro de nós. Se queremos funcionar na reunião, a maneira de obter o dom é invocar o nome do Senhor. Cada um de nós deve provar isso.

No ano de 1933 comecei a trabalhar com o irmão Nee. Ele sempre enfatizou que nas reuniões um ou dois irmãos não devem ser os únicos que falam. Enfatizou que todos devem aprender a falar. Naquela época eu me perguntava como poderíamos ajudar os santos a funcionar nas reuniões. Depois de muitos anos de estudo, comecei a ver os três primeiros versículos de 1 Corintios 12: “A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. Sabeis que, outrora, quando éreis gentios, deixáveis conduzir-vos aos ídolos mudos, segundo éreis guiados. Por isso vos faço compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus afirma: Anátema Jesus! Por outro lado, ninguém pode dizer: Senhor Jesus! Senão pelo Espírito Santo”. Conforme esses versículos, como sabemos que estamos falando no Espírito de Deus? É ao invocar o nome do Senhor. Quando invocamos, é um sinal de que o Espírito de Deus está se movendo em nós. Ninguém pode dizer: “Senhor Jesus”, senão pelo Espírito Santo. Dizer “Senhor Jesus” é o começo da distribuição dos dons pelo Espírito no versículo 4, que diz: “Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo”. O começo da distribuição dos dons pelo Espírito é quando invocamos “Senhor Jesus”. A melhor maneira de ajudar os santos a funcionar ou a falar nas reuniões é motivá-los a invocar o nome do Senhor Jesus.

Nos inícios dos anos 70, quando nos reuníamos no local Elden em Los Angeles, nossas reuniões sempre estavam nos céus porque invocávamos muitíssimo o nome do Senhor. Os santos invocavam o nome do Senhor em suas casas e no caminho ao local de reuniões. Assim que, cada vez que entrávamos no local de reuniões, tínhamos a sensação de que estávamos vivos e que tudo estava vivo ali. Todo o invocar o nome do Senhor introduzia o falar de parte de todos os santos. Não tínhamos bastante tempo em nossas reuniões para que todos falassem. No entanto, gradativamente nossa pratica de invocar o nome do Senhor diminuiu e se retardou. Por isso nossas reuniões também começaram a ser muito lentas.

Agora o resgate é invocar o nome do Senhor. Isso desperta a distribuição dos dons. Então, os dons levam a cabo toda classe de ministério pelo Senhor e todos estes ministérios levam a cabo a operação do Pai. Esta operação por meio dos ministérios pelos dons dispensará a Trindade divina dentro de nosso ser. Em nossas reuniões não deve ter formalismos nem rituais. Precisamos entrar invocando o nome do Senhor e começar a falar. Guardar os formalismos e rituais é permanecer na morte.

Extraído do livro “LA MANERA ORDENADA POR DIOS DE PRACTICAR LA ECONOMIA NEOTESTAMENTÁ RIA”,
Anaheim, Treinamento de Junho 1987 (capítulo 2, págs. 23-26).

 

 

Voltar

Rua Artur Machado 935, Boa Vista - Uberaba-MG