Fotos de Eventos RealizadosRefletindo Acessar WebMail



A mulher de Ló Indique para um amigo

De acordo com o registro bíblico, a mulher de Ló foi salva da destruição de Sodoma, mas em Gênesis 19:26 é dito que, durante a saída daquele lugar, depois que já estava fora da cidade, ela desobedeceu à ordem do Senhor por meio dos anjos, olhou para trás e converteu-se numa estátua de sal.

O texto original diz que a mulher de Ló, "estando atrás dele, olhou para trás e se tornou uma estátua de sal" (v. 26). O fato de andar atrás do marido mostra que estava até menos disposta do que ele a deixar Sodoma e que não ficou contente por segui-lo para fora da cidade. Cremos que, se ela estivesse feliz por fugir de Sodoma, teria andado ao lado do marido. Mesmo antes de olhar para trás e tornar-se uma estátua de sal, ela já estava atrás de seu marido.

Nesse ponto, podemos fazer uma aplicação espiritual para os dias de hoje em nossa vida conjugal. Para cometer pecado, é bom que marido ou esposa sejam relutantes em seguir o cônjuge; mas, quanto às coisas de Deus, não é bom que sejamos vagarosos em seguir um ao outro. Com relação às coisas espirituais como sair para pregar o evangelho, ofertar, participar das reuniões da igreja, o melhor que um cônjuge pode fazer é seguir em companhia do outro e andar junto com ele.

Ocorre, às vezes, que, além de ficar atrás, um dos cônjuges ainda tenta segurar o outro, impedindo-o de atender o chamamento do Senhor. Nesse episódio específico, esse chamamento era para que Ló e sua esposa fossem libertos da corrupção que reinava no lugar em que viviam, que estava condenado por Deus à completa destruição. Nas coisas de Deus, não devemos ficar atrás de nosso cônjuge. Se assim o fizermos, como a mulher de Ló, poderemos sofrer vergonha e tornar-nos uma estátua de sal. Isso é uma advertência para nos.

O fato de ter-se tornado uma estátua de sal significa que a mulher de Ló perdera sua função e se tornara um símbolo de vergonha. Quando está em forma de pó, o sal é muito útil. Quanto mais o sal for moído, maior será sua utilidade. Mas ninguém usa o sal na forma de uma estátua. O Senhor Jesus disse que nós, os salvos e regenerados, somos o sal da terra (Mateus 5:13).

Nossa função é matar os germes deste mundo corrompido. Todavia, se nos tornarmos insípidos (Lucas 14:34), como a mulher de Ló, isso significa que perderemos nossa função. Como uma pessoa do povo de Deus, ela deveria estar saturada do sabor do sal e deveria ser capaz de matar os germes da corrupção à sua volta; mas, ao contrário, perdeu seu sabor e tomou-se inútil.

Ao escrever o livro de Gênesis, o Espírito de Deus não teve vontade de dar o nome da mulher de Ló. Embora o nome da esposa de Abraão, Sara, seja mencionado varias vezes, não há menção alguma do nome da mulher de Ló. Aquela pobre mulher andou atrás do marido e olhou para trás, na direção da cidade de Sodoma. Deve ter olhado para trás por causa dos filhos, de sua casa e de outros pertences. Todos os seus bens foram deixados lá em Sodoma. Seus interesses, seu coração, seu desejo e sua alma ainda estavam lá, embora seu corpo tivesse sido tirado daquela cidade.

Em Lucas 17, o Senhor a usou como um aviso exemplar para Seus discípulos. Que essa admoestação nos seja útil em nosso serviço ao Senhor junto como cônjuge!

Fonte: Jornal Árvore da Vida nº 146

 

 

Voltar

Rua Artur Machado 935, Boa Vista - Uberaba-MG